V Km Vertical de Câmara e Lobos

TAÇA DE PORTUGAL – VERTICAL 2020

TAÇA DA MADEIRA – VERTICAL 2020

TAÇA DE PORTUGAL DA JUVENTUDE (Juv/Jun/Sub-23) 2020

TROFÉU NACIONAL DE CLUBES 2020

TROFÉU REGIONAL DE CLUBES 2020

 

Download do GPX

 

 

29 agosto 2020

 

Apresentação

 

O Km Vertical de Câmara de Lobos é uma prova de Skyrunning que percorre uma distância aproximada de três mil e trezentos metros e com o desnível de mil metros positivos. A prova decorrerá no concelho de Câmara de Lobos nomeadamente no Curral das Freiras (Colmeal). A prova está associada à Taça de Portugal - Vertical, Taça da Madeira - Vertical, Taça de Portugal da Juventude (Juvenis, Juniores e Sub-23), Troféu Nacional de Clubes e Troféu Regional de Clubes.

 

Programa

 

13 de Fevereiro de 2020 – Abertura das inscrições

16 de agosto de 2020 – Data limite para inscrições

Sábado, 29 de agosto de 2020

07:00 Abertura do Secretariado

08:30 Início da partida do V Km Vertical de Câmara de Lobos

13:00 Entrega de prémios

Nota: Os horários previstos podem sofrer alterações em virtude de qualquer imponderável. Qualquer alteração no programa será anunciada com a maior brevidade possível.

 

 

 

REGULAMENTO

 

Art.º 1 Organização


O
V Km Vertical de Câmara e Lobos é organizado pela Associação Cultural e Desportiva do Jardim da Serra em parceria com a Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal.

 

Art.º 2 Definição


O Km Vertical ou Vertical Kilometer®  é uma disciplina da modalidade de Skyrunning, consistindo na ascensão de mil metros de desnível, num percurso que não exceda os cinco quilómetros de extensão linear.

 

Art.º 3 Descrição e âmbito

 

O V Km Vertical de Câmara e Lobos é uma competição de Skyrunning,  que consiste na ascensão de mil metros de desnível positivo com uma extensão aproximada de três mil e trezentos metros, tendo início no Colmeal (Curral das Freiras), aos seiscentos e trinta metros de altitude e termina no Pico Grande, a mil seiscentos e trinta metros de altitude. Tem um tempo limite de duas horas e trinta minutos para a sua execução.

O V Km Vertical de Câmara de Lobos é uma competição que conta para a Taça de Portugal - Vertical, Taça da Madeira de Vertical, Taça de Portugal da

Juventude (Juvenis, Juniores e Sub-23), Troféu Nacional de Clubes e Troféu Regional de Clubes.

A prova está aberta à participação de todos os atletas, com 16 ou mais anos, nacionais ou estrangeiros, federados ou não, de acordo com o estabelecido no presente regulamento. No entanto, apenas serão considerados para as classificações da FCMP aqueles que dispuserem da sua Licença Desportiva válida para o ano em curso e também as equipas de Filiadas na FCMP.

 

Art.º 4 Classificações e Escalões

Serão premiados os três melhores atletas à geral masculina e feminina e ainda os seguintes escalões:

- Juvenis: 15 a 17 anos, ou seja, que não façam 18 no ano de referência;

- Juniores: 18 a 20 anos, isto é, que não façam 21 no ano de referência;

- Seniores: 21 a 39 anos, feitos no ano de referência;

- Veteranos: a partir de 40 anos, feitos no ano de referência.

Sub-escalões que poderão ainda ser considerados:

- Esperanças Sub-23: de 21 a 23 anos, feitos no ano de referência;

- Veteranos VM40/VF40: de 40 a 49 anos, feitos no ano de referência;

- Veteranos VM50/VF50: de 50 a 59 anos, feitos no ano de referência;

- Veteranos VM60/VF60: de 60 a 69 anos, feitos no ano de referência;

- Veteranos VM70/VF70: a partir de 70 anos, feitos no ano de referência.

 

O escalão de um atleta é determinado pelo seu ano de nascimento e pelo ano civil da época desportiva. Portanto, a idade a ter em conta para toda a época será a que o atleta tiver em 31 de dezembro do ano em que se realiza a competição.

 

Cada atleta deve verificar a lista de inscritos atempadamente e reportar à organização do evento qualquer irregularidade, no que respeita ao seu escalão e a qualquer outro assunto.

 

Art.º 5 Competitividade e Consideração pelo Ambiente

 

O V Km Vertical de Câmara e Lobos é uma competição que se realiza em zona agrícola e de montanha, e que se encontra dentro do Parque Natural da Madeira. Os atletas devem preservar o espaço envolvente do evento, tendo em atenção não abandonar qualquer tipo de resíduo ao longo do percurso, nem ter comportamentos prejudiciais à flora e fauna.

 

Art.º 6 Inscrição, pagamento e limite de participantes

 

  1. As inscrições estão disponíveis na página do evento em http://www.acdjardimdaserra.com/km-vertical-camara-de-lobos.html.

  2. O período de inscrições decorre entre 13 fevereiro e 16 de agosto de 2020, tendo o valor de 10 euros.

  3. Ao concluir a inscrição, o atleta receberá no seu endereço de correio eletrónico uma referência para pagamento da inscrição.

  4. Só serão validadas as inscrições, após pagamento do respetivo valor de inscrição, sendo a data limite 16 de agosto de 2020.

  5. O cancelamento da inscrição não dará lugar à restituição de qualquer valor.

  6. O limite de inscrições é de 200 participantes, podendo o mesmo ser alterado, consoante a logística do evento.

  7. A entidade organizadora reserva ainda 10 lugares para satisfazer os seus compromissos.

 

Art.º 7 Incluído na inscrição

 

A inscrição e o pagamento da prova inclui o seguro de acidentes pessoais, peitoral personalizado, abastecimento no final da prova e prémios previstos, de acordo com as classificações alcançadas, efetuadas por um sistema de cronometragem idóneo.

 

Art.º 8 Requisitos para Participação

 

  1. Ter idade igual ou superior a 15 anos.

  2. Comprovativo da condição física e psicológica que permita a participação neste tipo de provas.

  3. Efetuar corretamente a inscrição e respetivo pagamento.

  4. Conhecer e aceitar as condições do presente regulamento.

  5. Os menores de 18 anos, à data da prova, devem também apresentar os documentos já mencionados, bem como uma autorização do encarregado de educação/tutor, devidamente preenchida e assinada (com apresentação de documento de certificação ou cópia). O Termo de Responsabilidade e a Declaração de Autorização para Menores de Idade, pode ser descarregado na página web da prova.

 

Art.º 9 Termo de Responsabilidade


Os participantes no V Km Vertical de Câmara e Lobos terão de preencher e assinar um termo de responsabilidade, a entregar no momento de registo, no Secretariado. Os mesmos devem declarar participar voluntariamente e sob a sua própria responsabilidade na competição, não podendo exigir ou reclamar da organização e dos seus colaboradores alguma responsabilidade que transcenda os seguros legalmente previstos.

 

Art.º 10 Direitos de Imagem

 

A organização salvaguarda o direito exclusivo à imagem do V Km Vertical de Câmara de Lobos. Qualquer projeto ou suportes publicitários devem ter a prévia permissão da organização.

 

Art.º 11 Secretariado

 

Os peitorais deverão ser levantados pelos próprios atletas, que deverão apresentar o Termo de Responsabilidade e cartão de identificação.

O Secretariado abre uma hora e meia antes do início da prova.

 

Art.º 12 Sistema de Cronometragem

 

Será usado o sistema de cronometragem “CMoF Timing System”. Haverá um ponto intermédio aos 500 mt de desnível e 1,740 km. No final da prova, o atleta deverá controlar na estação Finish.

 

Art.º 13 Partida

 

  1. O relógio inicia a contagem na hora estabelecida, com ou sem a presença dos participantes.

  2. Os participantes que não estiverem presentes até 5 minutos após a sua hora de partida serão desclassificados.

  3. A partida será feita da seguinte forma: a cada 60 segundos parte um atleta.

 

O peitoral fornecido pela organização é obrigatório durante todo o tempo em que o participante estiver em prova.

 

Art.º 14 Meios de Progressão na Competição

 

A deslocação a pé é o único meio de progressão permitido em todo o percurso, sendo proibido qualquer tipo de ajuda, além dos bastões.

 

Art.º 15 Segurança


A organização providenciará os meios de socorro necessários para a prova. No entanto, os atletas devem ajudar outros concorrentes que estejam em dificuldade, durante o decorrer do evento. Em caso de acidente no decorrer da prova, e na situação de não poder prosseguir, o atleta deve entrar imediatamente em contacto com a organização através dos números de telefone anunciados ou pedir a alguém que informe a situação.

No caso contrário, deverá tentar chegar junto de um membro da organização, que despoletará o socorro.

 

Art.º 16 Desclassificação

 

Será motivo de desclassificação se o atleta:

  1. Não partir nos cinco minutos após a sua hora de partida;

  2. Chegar para além do tempo limite da execução da prova (duas horas e trinta minutos);

  3. Provocar danos em áreas;

  4. Desrespeitar as normas gerais de proteção da floresta;

  5. Atirar lixo para o chão;

  6. Não ajudar um atleta que necessite de auxílio;

  7. Solicitar ajuda sem necessidade;

  8. Não tiver o peitoral ou que este esteja dobrado ou não colocado em zona visível;

  9. Não se fizer acompanhar do chip para a cronometragem do seu tempo;

  10. Não tiver o calçado apropriado, de acordo com o Regulamento de Competições de Skyrunning da FCMP;

  11. Não levar um corta-vento ou impermeável, em caso de condições meteorológicas adversas;

  12. Não facilitar a passagem de um atleta mais rápido;

  13. Infringir outras regras estabelecidas pela organização;

  14. Abandonar a prova, sem dar conhecimento do facto à Organização ou a um elemento do Júri da Competição;

  15. Não comparecer na cerimónia de pódio, se tiver direito a receber algum prémio, sem apresentar uma justificação válida a um dos elementos do Júri de competição.

 

Art.º 17 Material Obrigatório


O peitoral, o calçado, a roupa adequada para a prova e o chip são os materiais obrigatórios para a participação no V Km Vertical de Câmara de Lobos. Consultar o
Regulamento de Competições de Skyrunning da FCMP para mais informações.

Este material pode ser alvo de controlo, por parte da organização ou pelos juízes-árbitro, em qualquer altura da competição. Um competidor que leve calçado minimalista deverá assinar uma declaração de compromisso antes da partida.

 

Art.º 18 Abastecimentos


Haverá abastecimento líquido e sólido apenas no final da prova, no topo do Pico Grande, e também junto à partida.

 

Art.º 19 Júri da Competição

 

O Júri da competição é constituído pelo Presidente do Júri e pelos juízes-árbitro que são nomeados pelo Conselho de Arbitragem da FCMP, mas também pelo Diretor de prova e pelo Delegado da FCMP, se tiver sido designado pela Direção da FCMP.

 

Art.º 20 Seguro de Prova


Os atletas do V Km Vertical de Câmara de Lobos estão cobertos por um seguro de acidentes pessoais. Em caso de acidente, o atleta deverá contactar a organização, a qual determinará o seu encaminhamento para a instituição médica mais adequada ao seu estado de saúde, juntamente com uma cópia da respetiva participação de sinistro. Por vezes e, dada a urgência/gravidade de alguns acidentes, torna-se impossível diligenciar o preenchimento da participação no ato do sinistro. Nestas circunstâncias, a participação do sinistro poderá ser tratada, após concluídos os primeiros socorros.

A organização não assumirá despesas de sinistros, dos quais não tomou conhecimento em tempo oportuno para ativar o seguro.

A organização não assume o pagamento da franquia das despesas de tratamento por acidente.

As condições do seguro acidentes pessoais são as seguintes:

 

Cobertura

Capitais por Pessoa

Franquias p/ pessoa

Idade Limite de permanência

Morte Por Acidente

27.291,82 euros

 

75

Invalidez permanente por acidente

27.291,82 euros

 

75

Despesas de Tratamento por acidente

4.366,19 euros

90,00 euros

75

Morte Simultânea da pessoa segura e cônjuge

15.000,00 euros

 

75

Despesas de Funeral (Gastos)

5.000,00 euros

 

75

Despesas c/ operações de salvamento, busca, transporte sinistrado

1.000,00 euros

 

75

 

Art.º 21 Aceitação do regulamento e ética na competição

 

A inscrição no evento pressupõe a aceitação, por parte do atleta, deste regulamento.

Qualquer atleta deve ter um comportamento exemplar e de fair-play para com todos os envolvidos na competição, não só os adversários, como os elementos da organização e juízes-árbitro.

Deve também abster-se de utilizar substâncias, grupos farmacológicos e métodos destinados a aumentar artificialmente as suas capacidades físicas. De qualquer forma, qualquer participante deve obrigatoriamente passar por qualquer controlo antidopagem, se para isso for solicitado.

 

Art.º 22 Proteção de dados

 

Os dados dos participantes transmitidos no preenchimento do formulário de inscrição serão registados e ficarão à responsabilidade da entidade organizadora, para processamento no evento, como a inscrição no seguro. Como o evento conta para os troféus de Skyrunning, alguns dados serão transmitidos à Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal, para a elaboração das classificações, estatística ou avaliação do evento. A inserção dos dados pessoais é da responsabilidade de cada participante inscrito, pelo que cada atleta deverá verificar se estão corretos, antes e depois da prova. Todos os participantes podem exercer o seu direito de acesso, retificação ou anulação dos seus dados pessoais, enviando um correio eletrónico para a organização.

 

Art.º 23 Reclamações

 

Para efetuar uma reclamação, por qualquer ação verificada durante o decorrer do V Km Vertical de Câmara de Lobos, deve-se consultar o Capítulo 10 do Regulamento de Competições de Skyrunning da FCMP.

 

Art.º 24 Casos omissos, alterações ao regulamento e à prova

 

A organização da prova pode suspender, reduzir, neutralizar ou parar a prova por motivos de segurança ou de força maior, fora do alcance do seu controlo, nomeadamente: clima, mudanças no fluxo hidrográfico, entre outros. Em caso de cancelamento da prova não haverá lugar ao reembolso das inscrições pagas.

A organização tem dois percursos previstos para este evento, caso seja necessário alterar o percurso por motivos de segurança. O percurso principal tem cerca de três mil e trezentos metros, o percurso secundário tem cerca de três mil e seiscentos metros.

A organização poderá, sempre que entender, atualizar este regulamento, de acordo com as necessidades da organização.

Na falta de qualquer informação a este regulamento, reporte-se ao Regulamento de Competições de Skyrunning da FCMP.

Na data da prova, os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pelo Júri da Competição.

2ªversão 03/04/2020

Versão revista FCMP 14/2/2020